Solenidade na Câmara marca os 60 anos de fundação da Enkyo

12/08/2019

 

A Beneficência Nipo-Brasileira de São Paulo (Enkyo) comemorou em 12 de agosto de 2019 o 60º aniversário de sua fundação. A sessão solene em homenagem a importante data ocorreu no Salão Nobre Presidente João Brasil Vita, na Câmara Municipal de São Paulo, e contou com a presença de diversas autoridades brasileiras e japonesas.

A mesa diretora foi composta por Aurelio Nomura, Vereador do Município de São Paulo, Akeo Uehara Yogui, Diretor-Presidente da Beneficência Nipo-Brasileira de São Paulo, Renato Ishikawa, Presidente da Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social (Bunkyo), Hiroshi Sato, Representante Chefe do Escritório da JICA Brasil, Sussumu Akiyama, Direto-Presidente da The Japan International Cooperation Foundation, Teruaki Watanabe, Vice-Presidente da The Japan International Cooperation Foundation, Yasuo Yamada, Presidente da Federação das Associações de Províncias do Japão no Brasil (Kenren), Yoshiharu Kikuchi, Presidente do Conselho Deliberativo da Enkyo, Rodrigo Ashiuchi, Prefeito do Município de Suzano, Edgar Sasaki, Vice-Prefeito do Município de Jacareí, Milton Matsumoto, membro do Conselho de Administração do Banco Bradesco S/A, Eduardo Yoshida, Presidente da Aliança Cultura Brasil-Japão, Masaru Susaki, Diretor da Fundação Japão em São Paulo, Walter Sasaki, Presidente da Nippon Country Club, Walter Amauchi, Superintendente-Geral do Hospital Nipo-Brasileiro. Após a formação da mesa, a Banda da Guarda Civil Metropolitana (GCM) executou os hinos do Brasil e do Japão.

Akeo Uehara Yogui manifestou a sua gratidão aos Poderes Públicos do Brasil e do Japão e a todos que colaboraram para o crescimento e fortalecimento da entidade. “Neste dia tão especial em que comemoramos as nossas conquistas e o crescimento devemos relembrar a contribuição e o esforço das diferentes gerações de diretores, conselheiros, colaboradores, voluntários e associados que ao longo dos 60 anos ajudaram e trabalharam para a consolidação da nossa entidade. Para a nossa satisfação muitos deles estão presentes nesta cerimônia.”, discursou o Diretor-Presidente da Enkyo.

“Nesta ocasião gostaria também de ressaltar a proximidade entre Bunkyo, que foi fundado em 1955, com a Enkyo, que com uma atuação conjunta buscaram atender as diferentes necessidades dos nipo-brasileiros. Por exemplo, destacamos que ao comemorar os 60 anos da imigração japonesa em 1968 foi construído o grande auditório do Bunkyo, concomitantemente às novas instalações do Ambulatório Médico Enkyo, no subsolo do edifício. Este foi um projeto único da irmandade ‘Enkyo-Bunkyo’”, disse Renato Ishikawa, representando todas as entidades nikkeis.

Hiroshi Sato agradeceu a parceria e expressou o seu sentimento em poder acompanhar de perto a evolução da entidade. “Nós da JICA sentimos alegria de acompanhar o desenvolvimento atual da Beneficência, uma instituição que consideramos importante para a realização de vários projetos relacionados à saúde e bem-estar. Agradecemos profundamente esta parceria.”, disse.

 “Hoje é um dia muito especial, 60 anos da fundação de uma das mais importantes instituições de saúde não só como aqui no estado de São Paulo, como em nosso país. Creio que há 60 anos atrás uma instituição formada por voluntários não sabia o horizonte, o destino que se daria aquela tão importante ação.”, comemorou Rodrigo Ashiuchi exaltando a história de sucesso da entidade e de seu trabalho feito com dignidade e respeito a todas as famílias que são atendidas tanto pela área da saúde quanto pela área de assistência social.

Susumu Akiyama relembrou o início da relação entre Ryoichi Jinnai e a Beneficência Nipo-Brasileira de São Paulo citando trechos onde ambas as histórias se cruzaram. “A história da Beneficência Nipo-Brasileira de São Paulo é também a história dos imigrantes japoneses no Brasil. Reitero a minha gratidão a todos aqueles que se dedicaram com entusiasmo em administrar esta entidade. Imagino que as dificuldades enfrentadas sejam deveras inexprimíveis. Minha grande gratidão. A relação entre a Beneficência e o finado Ryoichi Jinnai, Presidente de nossa fundação e fundador remonta em 1987, quando foi publicado no jornal Asahi um artigo sobre o desejo de imigrantes japoneses no Brasil em revisitar a sua terra natal. Dotado de um grande espírito explorador, nosso finado Presidente quando pequeno sonhava em imigrar ao Brasil, entretanto o seu sonho acabou por não se realizar, porém essa aspiração pelo Brasil fez com que fortes laços o conectassem ao Brasil. Ao ler o artigo o Presidente Jinnai começou a imaginar como teria sido a sua vida se quando jovem tivesse realizado o seu sonho e atravessado o Brasil, talvez tivesse enfrentado muitas dificuldades e que não teria se tornado o que é até então.” .

Akiyama continuou e mencionou também acerca da satisfação do Presidente Honorário da Enkyo, Ryoichi Jinnai, ao saber das conquistas e da evolução do Hospital Nipo-Brasileiro. “Quando se imaginou no lugar dos imigrantes idosos, que sem escolhas viveram uma vida desafortunada, num país longínquo e estranho, tendo passado por dificuldade e sofrimentos inimagináveis se estando no Japão, sentiu-se fortemente impulsionado a ajudar essas pessoas e assim no ano seguinte, em 1988, visitou o Brasil pela primeira vez, iniciando então a sua ajuda ao Brasil - curiosamente o mesmo ano em que foi fundado o Hospital Nipo-Brasileiro. E assim nestes 30 anos de existência do Hospital Nipo-Brasileiro, graças ao imenso entusiasmo e dedicação de todos, tornou-se um dos hospitais mais proeminentes, avaliado como de alta credibilidade não só pela comunidade nipo-brasileira, mas também como pela população local em geral. Foi uma ótima notícia para o nosso finado Presidente Jinnai e lembro-me do quanto ele se alegrou por ter sido um dos doadores do hospital.”, finalizou.

“A Enkyo em apenas 60 anos tornou-se uma das principais entidade de saúde e de assistência social do nosso país. No início o foco era simplesmente atender aos imigrantes pós-guerra ajudando em seu desembarque no porto de santos e acolhendo os membros fragilizados na Casa do Imigrante. Anos mais tarde a instituição passou a atender serviços assistenciais e de assistência médica. Daquela pequena associação, hoje a Enkyo é uma referência de qualidade de seu trabalho na área da saúde e de assistência social. Graças ao apoio e a dedicação da diretoria e dos colaboradores, do corpo médico e de todas as entidades que compõem a Enkyo com dedicação e determinação com competência fazem da Enkyo esta grande entidade brasileira assistencial e médica”, disse Aurelio Nomura, proponente da Sessão Solene.

Após a finalização dos discursos, o Vereador Aurelio Nomura entregou placas de Honra ao Mérito à Beneficência Nipo-Brasileira de São Paulo pela comemoração dos 60 anos de sua fundação e de gratidão à Susumu Akiyama pelo serviço prestado à comunidade paulistana. Diplomas de gratidão também foram entregues a convidados e empresas parceiras em reconhecimento aos serviços prestados e apoio aos projetos sociais da Enkyo.

Yoshiharu Kikuchi, representante dos homenageados da noite, agradeceu e manifestou o seu profundo agradecimento a todos que ajudaram Beneficência no decorrer dos anos e apoiaram a entidade nesta vitoriosa jornada.

O encerramento da solenidade se deu com um coquetel de confraternização oferecido aos convidados no Restaurante Escola São Paulo. Ao todo, cerca de 250 pessoas participaram do evento.

Sobre a Beneficência Nipo-Brasileira de São Paulo

Fundada em 28 de janeiro de 1959 como Associação de Assistência aos Imigrantes Japoneses por um grupo formado por 32 representantes da colônia japonesa, a entidade designada abreviadamente por Enkyo, foi constituída a fim de atender as necessidades originadas com o auge da imigração japonesa no Brasil. A sugestão de sua criação partiu de Daisaku Ozawa, diretor da Federação das Associações de Apoio aos Emigrantes Japoneses em São Paulo (Kaikyoren), e foi apoiada pela Comissão Organizadora dos Festejos Comemorativos do 50º Aniversário da Imigração Japonesa no Brasil.

Com o auxílio do governo japonês ela se instalou na Casa do Imigrante, onde a sua principal finalidade na época era de prestar serviços assistenciais aos imigrantes japoneses do pós-guerra, auxiliando-o desde o seu desembarque, oferecendo um local para descanso, ou até mesmo para a sua hospedagem.

Entretanto o seu trabalho não ficou restrito somente neste âmbito. Ao observar o cenário que se formava, a Associação viu-se obrigada a estender os seus serviços assistenciais e de preservação da saúde e higiene para toda a comunidade japonesa e com o decorrer do tempo os atendimentos foram se ampliando para a comunidade em geral. Em 1971 começou a abrigar pessoas desemparadas que não eram somente idosas e em 1972, a Enkyo teve a sua razão social alterada para o nome que viria a ser, após 60 anos, uma das entidades mais significativas e prestativas da comunidade, a Beneficência Nipo-Brasileira de São Paulo.

 


Compartilhe: