Projeto de Inclusão Digital do Amami completa seis meses

02/08/2017

Um convênio assinado em 9 de dezembro 2016 entre a Beneficência Nipo-Brasileira de São Paulo e o Fundo Municipal da Criança e do Adolescente (FUMCAD) possibilitou o início do Projeto de Inclusão Digital no Centro de Ação Social Enkyo – Unidade Amami.

Voltado para adolescentes entre 14 e 17 anos e 11 meses, de baixa renda, ele tem por objetivo atender os jovens recém saídos da Unidade oferecendo um curso de informática que o capacite a entrar no mercado de trabalho.

O curso, que teve início em 1º de fevereiro de 2017, é ministrado por uma equipe composta de um coordenador pedagógico, um controlador de acesso e três professores de informática, no Laboratório de Inclusão Digital Amami, possibilitando que os participantes desenvolvam as suas potencialidades em aulas semanais com duração de 4 horas.

Apresentados ao FUMCAD, a equipe de coordenação do Centro de Ação Social submeteu o Projeto em concorrência pública no ano de 2014. “Ingressamos na seleção pública já com a ideia de oferecer algo que pudesse ajudar os jovens a adentrarem ao mercado de trabalho e provocar uma mudança positiva na vida deles” conta William Shigemi Shibuya, gerente da Unidade Amami.

A ansiedade repleta de expectativas demonstrada no início das aulas ainda é a mesma após seis meses de Projeto, pois os 90 jovens atualmente matriculados se mostram sempre bastante motivados em simulações de seleção promovidas pela equipe.

“Hoje a mesma experiência vivida com as crianças e adolescentes do Amami tem se reproduzido na Inclusão, com todos se empenhando em fazer sempre o melhor. O sentimento da equipe e da família dos jovens também é percebido no dia a dia do trabalho. As expectativas para o segundo semestre são animadoras, pois iremos para a reta final de olho nos resultados positivos e na possibilidade de renovação do contrato para o ano de 2018”, completou o gerente da Unidade.


Compartilhe: